segunda-feira, 16 de julho de 2012

7 - My infinite


(Seu nome) estava se irritando com isso, casou deste joginho resolveu acabar logo com isso, se transformou em vampiro:


e como era de se esperar Stefan também:


Castellamary pulou em cima de Stefan com a estaca (pau) na mão e enfiou em seu peito;

- AHHHHH – Gritou
- Está sentindo isso? Com um pouco mais de pressão eu acerto seu coração e você já era
- Tenho... Certeza que você não faria isso... Comigo – Falou com um pouco de dificuldade
- Tem razão – Tirou a estaca do seu peito – Prefiro que você viva sabendo que não sou mais submissa a você, que nunca encostara no MEU filho e sabendo que você é um fracassado.

Deu um chute forte em seu rosto o fazendo parar do outro lado da sala desmaiado, (Sn) pegou sua bolsa e seu carro, e foi para casa de seu velho amigo Alaric Bieber...

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Recadinho:  Sei que o capitulo ficou minusculo, o próximo prometo que sera maior, me desculpem por ter passado esse tempo sem postar, não é problemas pessoais, nem falta de tempo, é falta de criatividade mesmo, queria saber se vocês estão gostando da #IB? E quero dizer que Justin ira aparecer na historia nos próximos capítulos \o/
Então comentem bastante e me digam o que estão achando, sugestões e criticas são bem vidas.

Cartas para Julieta





Cartas para Julieta 

Sophie (Amanda Seyfried) é uma aspirante a escritora que viaja para a Itália ao lado do noivo Victor (Gael García Bernal), que sonha em ter seu próprio restaurante. Em Verona, onde se passou a história de Romeu e Julieta, local perfeito para uma lua de mel antecipada, Sophie acaba percebendo que seu noivo está mais interessado nos fornecedores para seu restaurante do que nela. Na cidade descobre uma antiga carta de amor e junta-se a um grupo de voluntárias que responde estas missivas amorosas. Para sua surpresa, a remetente Claire Smith (Vanessa Redgrave) ouve o conselho dado na resposta e vai procurar Lorenzo, por quem se apaixonou na juventude. Mas existem muitos italianos com o mesmo nome e Sophie demonstra interesse em ajudá-la na tarefa, desagradando o neto Charlie (Christopher Egan), que já tinha reprovado essa louca aventura da avó viúva.


Minha opinião: Eu realmente amei o filme, esse filme deixará qualquer garota apaixonada comovida.
Indico para: Pessoas que estão apaixonadas
Gênero: Romance


Assista logo abaixo:

domingo, 8 de julho de 2012

6 - My Infinite


Stefan a puxou pra si e a beijou:


Castellamary estava lutando consigo mesma para não corresponder ao beijo e conseguiu, ela não cedeu a Stefan, quando Stefan viu que ela não iria corresponder parou de beijá-la:

- O que foi isso? – Perguntou
- Você não tem mais nenhum poder sobre mim Stefan. – Falou cruzando os braços
- Você ainda me ama, sempre amou e sempre ira amar – Falou apertando o braço dela
- Stefan, me entenda não sou mais submissa a você
- Claro que você é você é minha (seu nome) – Aperto com mais força

Castellamary estava orgulhosa de si, nunca conseguiu se afastar completamente de Stefan, sim ela era sempre foi, submissa a Stefan mais acabou, enfim acabou:

- Stefan solte meu braço está me machucando – Falou tentando se soltar dele
- Castellamary me diga, olhe nos meus olhos e diga se você não me ama – levantou o rosto dela encarando-a
- Eu não te amo! – gritou olhando em seus olhos

Ele pegou no pescoço de Castellamry e apertou com força, Stefan estava há enforcando, mesmo sabendo que ela era imortal estava tentando matá-la:



Ele a pegou e a jogou na parede e em uma velocidade sobre natural quebrou o centro da sala e pegou um dos paus quebrando e apertou contra o seio de Castellamary:

- Hahaha como você é estúpido Stefan – Falou pegando a estaca (pau) e enfiando com tudo na barriga de Stefan
- Estúpido? Eu? Olha só quem está falando – Falou tirando a estaca da barriga
- Você nunca será mais forte que eu Stefan – Falou pegando o caco de vidro e cortando o pescoço de Stefan
- Sou mais velho... – A empurrou na parede
- Sou mais forte... – Pulou encima dele e mordeu seu pescoço 

sábado, 7 de julho de 2012

5 - My infinite




Castellamary estava com sua cabeça cheia, como ela ira conseguir olha pra Stefan com ódio? Como conseguiria esquecer tudo o que ele fez com ela? Como não o olharia com amor? O amor que ela sempre sentiu por Stefan Como?

{...}


15h30min

Castellamary estava sentada na escada olhando para a porta, quando Stefan colocou ela abaixo entrando com tudo:

- (Sn), onde está meu filho? Quero vê-lo agora, AGORA! – falou apertando o braço dela com força
- Seu filho? Que filho? Não me faça rir Stefan, você não tem nenhum filho
- Roy! – Gritou o chamando – Onde está ele?
- Procure o quanto quiser você nunca vai encosta no meu filho
- Nosso, nosso filho ou por acaso você não lembra como fizermos ele?

Flash Back On:

Domingo, 02 de Maio de 1916 06h25min

Castellamary e Stefan estavam mais apaixonados do que nunca, hoje eles seriam um do outro, seus corpos estariam colados formando um, dois em um.

- Castellamary, você tem certeza? Não quero lhe machucar – Stefan estava alisando seu cabelo
- Quero, quero ser sua.

Eles se despiram e começaram se beijar, o coração de Castellamary estava batendo depressa ela estava sendo amada e dando amor, Stefan era seu e ela era dele.



Stefan começou massagear os seios de Castellamary  enquanto beija seu pescoço, a colocou em seu colo e antes de penetrá-la falou:

- Eu te amo
- Eu te amo Stefan, Sou sua.

Ele a beijou e penetrou, passaram a noite toda trocando carinhos, Castellamary estava realizada e Stefan feliz por ter sido o primeiro da sua amada.

Flash Back OFF:

Castellamary virou o rosto, não conseguia olhá-lo e lembrar o quanto ela era feliz ao seu lado:

- Não, não me esqueci, mas deveria – virou para ele
- Você ainda fica mexida com minha presença, você ainda me ama?
- Não! Claro que não, eu lhe odeio Stefan, eu lhe odeio com toda minha alma.
- Mesmo? Vamos ver então.

Stefan a puxou pra si e ... 

sexta-feira, 6 de julho de 2012

4 - My Infinite




E em segundos ela está na porta da cozinha, suas presas amostra, quando a porta da cozinha se abrir e ela não acreditou no que via, era ele seu... velho amigo:

- Damon? – Pergunta sem acreditar que era ele na sua frente
- (Sn) como vai? Tenho novidades nada boas – falou enquanto se aproximava
- Como sempre vai logo ao ponto, sentir saudades - falou enquanto abraçava-o
- E você como sempre muito gostosa – falou sussurrando em seu ouvido
- Mas o que lhe trouxe aqui? Não dava para tocar a companhia?
- Você sabe que isso não faz muito meu gênero, NE?
- Sei, mas...

Antes de termina a frase passou um vulto na cozinha colocando uma faca sobre o pescoço de Damon:

- Roy, isso é maneira de tratar as visitas? – Perguntou ao filho
- Mãe, quem é esse? – Perguntou Roy
- Não, se lembra de mim garoto? – Damon falou se movendo rápido e se soltando de Roy
- Damon! Cara há quanto tempo, toca ai – Falou estendendo a mão para Damon
- Estou vendo que está mais forte, andou malhando? – Perguntou Damon rindo
- É tenho que pegar muitas gatinhas – Respondeu rindo
- Filho vá dormi, sua mãe precisa conversa com Damon – Falou beijando a testa do filho
- Ok mãe, boa noite. – Falou saindo

Castellamary mandou Damon acompanhá-la, ela e Damon foram para o quintal, Castellamary só conseguia pensar quais seriam essas “novidades nada boas”:

- Então, diga Damon quais são as novidades? – Perguntou
- Stefan descobriu onde você mora e ele está vindo ao seu encontro – Respondeu
- Como ele descobriu?
- Não sei você deveria ser mais discreta com as mortes das vitimas, não acha?
- Precisamos ir embora, quanto tempo você acha que ele chegará aqui?
- Acho que amanha a tarde ele já estará aqui
- Certo você pode me ajudar faz as malas?
- Claro, vamos começar?
- Sim

Damon e Castellamry eram inseparáveis, eles eram os melhores amigos que poderia existir no mundo, Castellamary contava com ele pra tudo.

{...}


Sábado, 17 de julho de 2012 06h25min

Malas prontas, carro ligado, tudo já estava pronto para irem embora, a não ser por um problema:

- Como assim você não vai (Sn)? – Perguntou Sam
- Tenho que ficar e falar com ele, não deixe Roy saber que Stefan está vindo – Falou
- Está bem, mas cuide-se não deixe nada lhe acontecer, Te amo – Falou beijando-a
- Tudo bem, também te amo, agora vai o motorista ira levar vocês á casa de um amigo.

Roy não sabia por que estava se mudando de novo, mas não perguntou a mãe por que, ele sempre fazia o que ela pedia, ela era seu porto, seu lugar para volta, ele confiava nela, não precisava pergunta, por quê? Como? Onde? E para que? Ela era sua mãe, sua vida.

- Damon, agora quero que você vá com eles, não quero que Stefan descubra que você me falou que ele está vindo.
- Mas (Sn)...



- Vá Damon, Por favor
- Está bem, cuide-se – Ele a abraçou e foi embora

Castellamary estava com sua cabeça cheia, como ela ira conseguir olha pra Stefan com ódio? Como conseguiria esquecer tudo o que ele fez com ela? Como não o olharia com amor? O amor que ela sempre sentiu por Stefan Como?

{...}

Imagine Belieber Hot


Antes de começar queria dizer que esta #IBH contem gifs (Imagens) de relações, se você é contra ver as imagens pode continuar lendo deixarei os gifs em links para quem preferir com gifs podem vê-los. Então é isso espero que gostem da #IBH.



Faz 2 anos que trabalho na empresa Bieber e sempre achei o meu chefe muito atraente nunca pensei que ele me olharia de outro modo, hoje acordo todas as manhas com ele do meu lado dormindo depois de uma noite ocupado comigo, lembro da primeira vez que deitei com ele como se fosse ontem:


Flash Back On

8 meses atrás

Justin mandou me chamarem, entrei em sua sala e ele estava com o cabelo bagunçado e todo suado:

- Mandou me chamar Sr. Bieber?
- (Seu nome) Ryan me informou uma coisa, preciso que diga se é verdade, está bem?
- Sim senhor
- Ryan me disse que você sente desejo por mim, isso é verdade?
- Senhor... Ér... Eu não queria que...
- Fale se é verdade ou não!
- Sim, é verdade senhor, mas não queria que...

Justin não me deixou terminar de falar e logo chegou perto de mim e me beijou, um beijo quente que me deu arrepios ele me sentou em seu colo e logo sentir seu membro se chocar com minha intimidade, eu olhei para Justin um tanto surpresa:

- Sentiu? É assim que você deixa meu amigo com essas suas saias que deixar suas pernas a mostra

Ele não me deixou dizer nada e já me beijou loucamente, eu e ele formos para o sofá da sua sala e Justin começou tirar minhas roupas rápido, quando ele tirou minha saia e minha calsinha começou massagear minha intimidade e penetrou um dendo me deixando exitada:

- Urn... Just... Arn
- Já está ficando molhadinha

Não estava aguentando ser torturada daquele modo, resolvi dá o troco era minha vez de tortura-lo, empurrei ele no sofá e tirei o terno dele quando só restou sua box a mordi, tirei sua box e comecei chupar todo seu membro, meu Deus como era delicioso, queria vê Justin me implorar para que chupa-se então comecei dá leves labidinhas, como era de se esperar ele começou implorar para mim pula-lo:

- (Seu nome)... para de me tortura
- Implore
- Me chupe, por favor me chupe

Fiquei feliz por conseguir fave-lo implorar, comecei a chupar, ele foi até a porta a trancou e voltou sentou-se no sofá e me puxou me fazendo sentar em seu colo e me encaixar completamente em seu membro, comecei a cavalgar em seu membro era ótimo senti-lo dentro de mim, ele me deitou no chão deu umas lambidinhas no meu cu e o deixou bem lubrificado, Justin começou me entocar, depois de algum tempo naquela posição ele deitou-se no chão e sentei em seu membro e comecei a desce e subir lentamente (ignorem a cama) sentei em seu colo e começamos nos beijar, Justin beijava meu pescoço e desceu até meus seios e comeu a chupa-los eu estava revirando os olhos de tanto prazer:

- Justin... você está me enlouquecendo

Voltamos para o sofá e ele me deitou de lado e começou me entocar, logo cheguei ao meu climax, Justin ainda não chegou no seu climax então continuamos, resolvemos fazer um 69, como eu estava gostando de pertencer a ele, ele demostrava carinho por mim enquanto eu o dava carinho:

- (seu nome) estou quase lá

Quando ele me informou que estava chegando ao seu climax, chupei com mais força seu membro até que ele gozou, seu liquido era o mais gostoso de todos.


Flash Back Off


Hoje eu e Justin pertencemos um ao outro e toda a noite temos uma noite de amor, e repetimos a doze desde da primeira vez que me deitei com Justin tive a certeza que nenhum homem foi, é e sera como ele Justin é único, o meu único.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Amizade colorida



Amizade Colorida

Jamie (Mila Kunis) é uma jovem recrutadora de Nova York que convence um cliente em potencial (Justin Timberlake) a deixar seu emprego em Los Angeles para trás e aceitar um emprego na Big Apple. Ele aceita a proposta e logo os dois se tornam bons amigos. Um dia, após assistir um filme na casa dela, surge o papo do quanto a carência sexual incomoda ambos. Eles fazem um pacto de que terão apenas sexo, sem qualquer envolvimento emocional. Só que, aos poucos, a intimidade faz com que eles se tornem cada vez mais próximos e interessados um no outro.

Minha opinião: Muito divertido, esse filme nos deixa com vontade de ter uma amizade colorida rs.
Indico para: Amigos, namorados, etc.
Gênero: Comedia romântica.

Ponte para Terabitia



Ponte para Terabitia

Jess Aarons (Josh Hutcherson) sente-se um estranho na escola e até mesmo em sua família. Durante todo o verão ele treinou para ser o garoto mais rápido da escola, mas seus planos são ameaçados por Leslie Burke (AnnaSophia Robb), que vence uma corrida que deveria ser apenas para garotos. Logo Jess e Leslie tornam-se grandes amigos e, juntos, criam o reino secreto de Terabítia, um lugar mágico onde apenas é possível chegar se pendurando em uma velha corda, que fica sobre um riacho perto de suas casas. Lá eles lutam contra Dark Master (Matt Gibbons) e suas criaturas, além de conspirar contra as brincadeiras de mau gosto que são feitas na escola.

Minha opinião: Devem ter percebido que o link do meu blog é o nome do filme, não é mesmo? Esse filme é maravilhoso minha paixão já assistir mil vezes (exagerei rs), super recomendo.
Indico para: Amigos, familiares, etc
Gênero: Fantasia, Ficção.


Assista logo abaixo

Primeira parte:


Segunda parte:


Terceira Parte:


Final:


O que vocês acham?





Olá minhas florzinhas, vim pedi a opinião de vocês estou pensando em fazer Imagine Belieber Hot com imagens, também estou pensando em dá dicas de filmes, livros, etc. O que vocês acham? 

Quero deixar esse blog bem legal, espontâneo e divertido, então minhas florzinhas o que você acham? Faço o que tenho em mente ou deixo do jeito que está?

3- Serial Killer



Sim, a garota seria a próxima vitima de Justin, e a agenda dela o ajudaria a descobrir tudo sobre ela, ele voltou para casa para ver o que conseguiria descobrir sobre a menina...




Scarlet On

Eu estava voltandando do meu cursinho e indo para casa meio aérea quando tombei em uma pessoa, ai como sou estúpida:

- Ai droga, eu sinto muito senhor – Falei me abaixando para pegar meus livros
- Não sou tão velho assim – Respondeu se baixando e me ajudando a pegar os livros

Depois de  ter pegados meus livros do chão me levantei e percebi que o senhor, bom o homem, também se levantou, quando olhei para seu rosto sentir minhas bochechas corarem e dei um sorrisinho de lado, para minha supressa ele devolveu o sorriso:

- Eu sinto muito mesmo, ultimamente estou meio desligada do mundo – Me desculpei
- Tudo bem, eu também não estava prestando atenção na rua – Falou me dando os livros que ele pegou do chão
- Eu... Bom... Tenho que ir – Droga comecei gaguejar
- tchau
- Adeus – Falei enquanto andava

Cheguei em casa e fui tomar um banho, depois do banho me vestir e fui comer alguma coisa para depois e caminhar um pouco,

Scarlet Off


Enquanto isso com Justin...

Justin On

Quando cheguei em casa fui direto para meu quarto tirar uma copia inteira da agenda, quando terminei de imprimir tudo o que tinha na agenda fui na primeira pagina e vi o endereço da garota peguei meu casaco e fui até lá, quando cheguei na casa dela toquei a companhia e,logo ela veio atender, quando me viu fez uma cara de surpresa:

- Oi – Disse enquanto sorria
- Olá, como você soube onde moro? Você não é algum tipo de psicopata não, NE?
 - Claro que não – gargalhei – É que você deixou isso caído lá achei que poderia ser alguma coisa importante.
- Ah meu Deus minha agenda obrigada, muito obrigada, você não... – A interrompi
- Não, eu não li, não gostaria que lessem a minha
- Obrigada, é que ela é um tanto particular, quer entra?
- Não quero atrapalhar
- Não está atrapalhando
- Então tudo bem

Ela estava vestida com uma roupa um tanto provocante, estava difícil me segurar, sua casa era enorme por dentro, fiquei admirando será que ela é uma patricinha mimada?

- É da minha família – Falou enquanto colocava a agenda encima do centro da sala
- Sua família deve ser cheia de posses, sua casa é maravilhosa – Falei me virando para a garota
- Eles morreram só deixaram a casa para mim – Falou abaixando a cabeça e logo a levantando
- Sinto muito, você é sozinha? – Perguntei
- Sim, você quer alguma coisa para beber? – Perguntou mudando de assunto
- Não, acho melhor eu ir, parece que você estava de saída – Falei olhando seu corpo
- Ah a caminhada...
- Posso acompanhá-la na caminhada? E como é seu nome?
- Ah é Scarlet e claro, vamos lá, só me deixa calçar meu patins é rápido


Scarlet calçou os patins e fechou a casa e formos caminha...


3 - My infinite



Só foi a jovem piscar os olhos que Castellamary avia desaparecido, chegando em casa... Sam e Roy a esperavam:

- Onde você estava mãe? – Perguntou seu filho, seu amado filho.
- Estou bem e nada aconteceu e amanha você me dão a bronca– Falou enquanto subia as escadas.
- Mas (Sn)...  – Sam tentou falar, mais foi interrompido como era de se espera.
- Amanha! – Castellamary o interrompeu.


{...}.


Depois de ter tomado seu banho deitou-se ao lado de Sam, Ele como de costume envolveu seus braços na cintura dela e colou seus corpos:


- Você realmente está bem? – Perguntou preocupado
- Sim, não se preocupe – Respondeu ela tentando confortá-lo
- Eu te amo, não quero que nada de mal lhe aconteça – Abraçou ela com mais força
- Não ira acontecer nada de mal comigo, boa noite – Falou enquanto fechava os olhos
- Boa noite, meu amor. – Fechou os olhos e logo depois adormeceu.


Eram 03h40min da manha, quando se ouvi um estrondo na cozinha, Casttellamary acorda no mesmo estante com seus olhos vermelhos:


E em segundos ela está na porta da cozinha, suas presas amostra, quando a porta da cozinha se abrir e ela não acreditou no que via, era ele seu...
quarta-feira, 4 de julho de 2012

2- Serial Killer



Abriu os olhos deu um sorriso de lado e resolveu sair para dá uma volta pela cidade, Justin caminhava lentamente com a cabeça baixa até que... Esbarrou em coisa, ou melhor, em uma pessoa:

- Ai droga, eu sinto muito senhor – Falou se abaixando para pegar seus livros
- Não sou tão velho assim – Falou se baixando e ajudou-a a pegar os livros

Logos após pegar os livros ela levantou-se e Justin também, quando ela olhou para o rosto de Justin sorriu de lado, ele retribuiu o sorriso

- Eu sinto muito mesmo, ultimamente estou meio desligada do mundo
- Tudo bem, eu também não estava prestando atenção na rua
- Eu... Bom... Tenho que ir
- tchau
- Adeus

A garota seguiu seu caminho sem perceber que avia esquecido uma coisa, e por causa deste esquecimento essa coisa mudará sua vida para sempre. Justin olhou para uma de suas mãos e lá estava a agenda dá garota:



Sim, a garota seria a próxima vitima de Justin, e a agenda dela o ajudaria a descobrir tudo sobre ela, ele voltou para casa para ver o que conseguiria descobrir sobre a menina...




1 - Serial Killer




Pessoa Onipresente On


Justin estava sentando assistindo o jornal, ele aparentava está muito feliz com a matéria que estava passando:

“A Polícia Civil informou nesta quinta-feira que foi encontrado um corpo de uma jovem no Central Park, não é possível identificar quem poderia ser ela, recentemente estamos sofrendo vários atentados de morte, será que estamos lidando com algum Serial Killer?”

Ele sorriu e fechou os olhos lembrando-se da noite passada...

Flash Back On

Justin e Samantha estavam se divertido muito naquela noite, pelo menos era isso o que Samantha pensava a diversão de Justin não tinha começado mais estava preste:

- Onde está me levando Justin? – Perguntou Samantha
- Vamos fazer uma festinha no Central Park? – perguntou com malicia em sua voz
- Adoraria, mas no Central Park não, meninas estão morrendo lá – falou com um pingo de medo em sua voz
- Mas elas não estavam com alguém para protegê-las, não é mesmo? – falou acariciando a bochecha de Samantha
- É, mas...
- Se acontecer alguma coisa eu te protegerei – falou interrompendo a garota
- Tudo bem

Mal sabia a jovem que quem ela realmente deveria temer era seu companheiro, chegando no Central Park Justin sorriu para ela e começou beijar o pescoço de Samantha, ele começou tirar a roupa dela e quando finalmente ela estava desnuda, ela tirou a roupa dele:

- Justin, promete que será carinhoso? – perguntou ela olhando nos olhos dele
- Esse não é meu forte- falou e logo em seguida a beijou

Justin a colocou em seu colo com força a encaixando em seu membro, a fazendo soltar um gemido de dor, ele estava dando varias entocadas fortes e rápidas, enquanto apertava o seio direito da jovem, ela estava gemendo de dor, mais não queria para e deixá-lo irritado, Samantha chegou ao seu clímax e  depois de algumas entocadas Justin também.

- Tenho uma surpresa para você – Falou pegando sua mochila e dê-la tirou uma faca
- Uma faca? Para que? – Falou meio confusa

Justin deu uma risadinha e logo após enfiou a faca no seio da jovem a fazendo gritar, ele tirou a faca do seio da jovem e depois começou cortar o rosto da mesma, cortou os pulsos, até vela morta por completo, admirou o ser sem vida na sua frente, pegou suas coisas e foi para sua casa feliz, por ter mais sangue derramado em suas mãos.


Flash Back Off


Justin abriu os olhos deu um sorriso de lado e resolveu sair para dá uma volta pela cidade, Justin caminhava lentamente com a cabeça baixa até que...

Sinopse - Serial Killer





Sinopse:

Lembra do que sua mamãe e o seu papai lhe contavam/contam? Não “confiem em estranhos” “Nunca fale com estranhos”, você deve sempre escutar o que eles falam, nunca falem/cofiem em estranhos principalmente se o estranho for Justin, ele pode ter um rostinho de anjo, mais nunca será um...

Justin é um homem de 19 anos, sexy, irresistível e pode acreditar muito perigoso, ele avia acabado de chegar à cidade, mas já tinha matado muitas jovens e a próxima dá sua lista era Scarlet.

Scarlet uma jovem sozinha de 18 anos, sem família, sem amigos, sem ninguém para conversar, coitada mal sabia que estava sendo vigiada dia e noite, por um SERIAL KILLER.

Inspirada em Imagine Belieber, Serial Killer contá a historia de um psicopata que chegou em uma nova cidade para escolher novas vitimas e a  tortura-las e malas do modo mais doloroso possivel, mas ele não imaginaria que uma delas chamaria sua atenção.


Classificação: 16+
Musica tema: Serial Killer - Slash's Snakepit
Categorias: Justin Bieber
Gêneros: Ação, Aventura, Romance.
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Autora: Aliny Rafaela / @AlinyKm

2 - My Infinite



(Sn) percebeu seus olhos enchendo de lagrimas e sacudiu a cabeça levemente tentando se desfazer daquelas lembranças, ela não podia lembra dele, não podia ser fraca, tinha que parar de pensar nele.


{...}


Castellamary agora voltava para casa, ela não deveria está ali, sozinha, andando pelas ruas escuras de Londres às 22h19min, para qualquer pessoa normal aquele local era perigoso, mais não para ela, o vento soprou seus cabelos a fazendo fechar os olhos:

- Socorro, alguém... Por favor.

Ela escutou alguém pedindo ajuda, foi seguindo um barulho que acabou a levando á uma rua escura:



- Você está bem? – Castellamary perguntou vendo uma jovem nua, deitada no chão.
- Me ajude, por favor, ele vai voltar. – a garota estava em prantos
- Quem? O que aconteceu com você? – Castellamary estava com pena da garota.
- Ele – apontou para trás de Castellamary

A mesma virou e viu um homem, alto e que encarava a mesma com ódio, ele pegou no pescoço de Castellamary e a empurrou na parede fazendo suas costas se chocarem com a mesma, ela se levantou e caminhou até ele:

- Mais uma putinha para a festa – ele pegou o rosto dela e ficou acariciando com força
- Me solte e deixe a garota ir, se não.
- Se não o que? O que a putinha vai fazer? – Disse puxando os cabelos dela

A fúria já tomava o corpo de Castellamary, deixando o seu lado imprido sair, agora seus olhos, que são castanho claro, se encontravam vermelhos, ela o olhou e abriu a boca mostrando suas prezas que em um piscar de olhos, foi na direção do pescoço do homem, ela chupou todo o sangue que se encontrava no corpo do ser, a menina gritava desesperada e com medo:

- Pare, por favor, ele... Ele é meu pai – Falou a menina tremendo de medo

Castellamary a olhou e limpou seus lábios tirando qualquer vestígio de sangue que restasse neles, caminhou até a jovem:

- Não acho que ele mereça toda essa preocupação – falou se agachando pra ficar na altura da jovem
- O que você fez com ele? O que você é? – Perguntou apavorada
- Olhe para meus olhos! Você vai esquecer tudo que houve aqui, você foi assaltada e um animal atacou seu pai – Castellamary falou hipnotizado à garota.


Só foi a jovem piscar os olhos que Castellamary avia desaparecido, chegando em casa ....
terça-feira, 3 de julho de 2012

1 - My Infinite




 (Seu nome) estava andando pela praça sozinha, no local não avia muitas pessoas por causa do inverno, o vento frio a fez cruzar os braços em uma tentativa de se aquecer, ela estava vendo as crianças brincarem de bolinhas de neve, vendo os sorrisos estampados nos rostos daquelas frágeis crianças e por um segundo aquelas crianças a fizeram lembrar como era ser humana.


Flash Back On:

Quinta - feira, 13 de Novembro de 1850 22h43min

(Sn) olhava-se no espelho passando a mão encima de seus trajes, hoje ela e o Sr. Salvarote iria caminhar à noite, terminando de se arrumar escutou barulhos na sua janela, foi se aproximando e lá estava ele, Stefan Salvatore deslumbrante como de costume ela acenou pra ele avisando que já desceria, fechou a porta de seu quarto lentamente para não fazer barulho e foi ao encontro de Stefan:

- Está maravilhosa Senhorita Castellamary – Stefan elogiou a jovem.
- Obrigado, o senhor está lindo como sempre – (Sn) falou enquanto o olhava sorrindo.
- São seus olhos, então vamos? – perguntou
- Vamos – Falou colocando seu braço entre o de Stefan
- Queria lhe agradecer por me dá a honra de caminha na sua presença senhorita Castellamary. – Agradeceu
- O que você acha de pararmos de nos chamamos de senhor e senhorita? Para falar a verdade eu odeio isso. – Informou a jovem
- Acho uma ótima idéia, espere acabei de ter uma idéia – falou enquanto pegava um pouco de neve e fazia uma bola.
- Stefan o que você esta fazendo? – Perguntou a jovem
- GUERRA DE NEVE! – gritou jogando a bolinha nela

Stefan e (Sn) brincaram bastante na neve:


 Ali agora não existia só amizade agora estava nascendo um amor, um amor tão grande e forte que seria capaz de fazer Castellamary e Salvatore desistirem de tudo, um pelo outro.

Flash Back OFF:

(Sn) percebeu seus olhos enchendo de lagrimas e sacudiu a cabeça levemente tentando se desfazer daquelas lembranças, ela não podia lembra dele, não podia ser fraca, tinha que parar de pensar nele.


{...}

Seguidores

Sobre!

Minha foto
Mantenho minha cabeça nas nuvens, mas nem por isso sou boba ao contrario, posso te surpreender. Sinto minha mente a mil por hora, não consigo ficar parada muito tempo, historias, contos, bilhetes, tenho uma facilidade para cria-los, talvez não tão bons quanto esperados, mais com algo que dê para entender.

Querem partes hots?

Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

Translate